Mais Livros Menos TV, Funcionou?

Parábolas de Jesus
Não vendemos a tv nem cortamos a internet, mas fizemos uma dieta rigorosa no primeiro mês (se você não sabe do que estou falando, leia o post anterior clicando aqui). Colocamos um lençol sobre a tv com um bilhete para nos lembrarmos: “façam outra coisa, sejam criativos”. Eu e meu marido também desinstalamos diversos aplicativos dos nossos celulares. 
Coincidentemente, nesse período, nosso filho mais velho vem demonstrando muito interesse em aprender a ler e escrever. Como a educação infantil não contempla essa área na idade dele, pensamos em iniciar a alfabetização em casa, nós mesmos com ele. Nos deparamos com um material muito bacana, no qual a leitura diária de contos e fábulas infantis são citados como exercícios de pré-alfabetização e achamos que seria muito interessante e rico aproveitar o tempo livre para lermos com nossos filhos. Estamos aprendendo e curtindo essa experiência junto com eles e percebemos o quão somos leigos em literatura infantil, sendo ainda que o pouco que conhecemos são provenientes de adaptações de filmes e desenhos que víamos na infância. 
O que tem sido muito legal é que estamos ampliando nosso imaginário e conseguindo nos comunicar e explicar melhor determinados assuntos para os nossos filhos, citando muitas vezes cenas narradas nos livros que estamos lendo juntos. Ontem mesmo, lemos uma fábula (A Lâmpada Orgulhosa, de Esopo) e hoje pela manhã, num episódio de comparações que meu filho mais velho estava fazendo com relação ao caçula, chamei a atenção e simplesmente disse: “filho, lembra da lâmpada orgulhosa que ficava dizendo que era melhor que o sol, as estrelas e a lua?”; ele soltou um sorrisinho, fez sinal positivo com a cabeça e parou com as comparações. Esses momentos nos fazem lembrar as Parábolas de Jesus, que eram utilizadas como uma linguagem especial, que só podia ser compreendida pelos que tinham recebido o conhecimento dos mistérios do Reino dos Céus. Somente os ouvidos e olhos escolhidos a dedo poderiam ouvir, ver e consequentemente entender o que Jesus estava querendo ensinar com suas parábolas. Ele usava a didática perfeita para fixar a mensagem no coração dos seus queridos, usava coisas palpáveis e do dia a dia das pessoas para explicar coisas muito especiais e profundas.
Sim, nós ainda assistimos tv. Os meninos adoram assistir tv e nós também. Cortar seria um radicalismo que não estamos interessados em praticar. Teve um episódio muito engraçado que aconteceu durante o período em que ficamos sem assistir tv. Um dia estávamos andando de carro, quando numa curva nos deparamos com um outdoor eletrônico e o Davi instantaneamente falou: “pai, para um pouquinho aqui pra gente assistir esse filme!”. Depois de passado o período do jejum, diminuímos muito a tv e temos preferência por escolher o que vamos assistir. Nos finais de semana com mais liberdade, mas durante a semana, os meninos assistem um desenho, após a soneca da tarde e já nos acostumamos com isso.
Se você se identifica com essa situação, te incentivamos a tentar essa troca: diminuir a tv e aumentar a leitura. No começo bate um desespero, porque ninguém está acostumado e além do mais, é muito mais fácil ligar a tv, tanto pra nós quanto para os nossos filhos, mas é uma questão de hábito. Quando decidimos mudar, olhamos para a nossa estante de livros, pegamos alguns exemplares que estavam ali só enfeitando e levamos no maior sebo da cidade. No final pagamos uma diferença de 40,00 e trouxemos pra casa muitos livros bons. Isso tudo começou em novembro do ano passado e atualmente temos colhido muitos frutos, como por exemplo mais tempo de interação em família, crianças mais calmas, pais e filhos mais criativos e questionadores.
O material que citei no texto, com muitas dicas de literatura, práticas de leitura e também sobre alfabetização é o blog Como Educar Seus Filhos.
Estamos descobrindo um novo mundo. E tudo isso tem feito muito bem pra todos nós aqui em casa! 
Outra coisa muito bacana, tem sido a leitura diária da Bíblia (a Bíblia normal mesmo) com os meninos. Sabe, a gente ficava usando aquelas infantis, com muitas imagens e pouco texto, e no final a riqueza de detalhes dos textos na íntegra acabava se perdendo. 
Bom, é isso queridos, nada milagroso mas extremamente recompensador!
Abraços e até mais!
Carol

A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho. (Salmos 119:105)

Quem pensa conhecer alguma coisa, ainda não conhece como deveria. (1 Coríntios 8:2)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s